Blog do Marcelo Lira

Blog do Marcelo Lira
Apenas minha OPINIÃO, todos tem o DIREITO de discordar dela, mas todos tem o DEVER de respeitá-la...

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

CITAR PENA DE MORTE NUM DEBATE SOBRE PROPOSTAS POLÍTICAS MUNICIPAIS, EM IMPERATRIZ-MA PODE MOSTRAR MUITO MAIS DO QUE PARECE....


Minhas impressões sobre um dos pontos marcantes do Debate entre candidatos a Prefeito de Imperatriz - MA,  ocorrido ontem...
Um candidato (Ildon) que pergunta sobre "Pena de Morte" num debate municipal (para Assis):

1 - Ou tá sem noção, condição "mental", de entender o as atribuições do município, do estado e do governo Federal.
2 - Ou tentou fazer referência ao CASO IRON, que acompanhará o delegado por toda a sua vida após ele dizer que tinha solucionado e que em breve apresentaria os nomes dos culpados e dias depois faz de conta que nada havia acontecido.

Ao meu ver Ildon não apresenta boas condições, ele foi muito competente em "criar" um "personagem" lhe garante uma quantidade quase fica de votos em quase todas as eleições em que participa, mas indiscutivelmente fez Imperatriz PARAR NO TEMPO duranteos 10 anos em que estava a frente do executivo Municipal. A memória de uma parte da população e Imperatriz parece estar tão comprometida quanto a do referido candidato, pois ele fala em:

  • Escola de tempo integral, mas fechou uma unidade escolar de tempo integral que o governo Jonas deixou.
  • No seu discurso não apresentava números, só dizia diz vários isso é fiz vários aquilo, etc...
  • Fala que "fez" o HMI (Socorrão) quando na verdade demoliu um Hospital de propriedade do município e criou uma problema que só dificulta a Saúde do município, pois alugou um prédio particular onde até hoje o hospital funciona, onerando o município.
  • O tão alardeando PAC que cita parece ter virado uma lenda.
  • As casas populares que construiu, junto com a construtora do filho e um senador aliado, em seu governo pareciam ter sido feitas só com areia e apresentavam sérios problemas.


Assis é jovem, é um político promissor, mas que carrega consigo 2 estigmas que o impedem de crescer, o de ser o candidato da oligarquia, fato que tenta esconder, mas que seus vínculos partidários, entre outros, o impedem; e o caso da EXECUÇÃO DO PALHAÇO IRON, que foi morto com características de "PENA DE MORTE", conforme Ildon se referiu, o caso abalou a cidade e fez o nome de Assis de fortalecer quando ele disse que o crime havia sido solucionado e que em breve os nomes dos suspeitos seriam apresentados e depois fez o caso sair no esquecimento.
Mas o "delegado" foi muito feliz quando disse que já vou muito bandido, por artimanhas jurídicas, escaparam da justiça, quando Ildon citou não estar enquadrado como "FICHA SUJA", mesmo tendo suas contas reprovadas pelo TCU.



CITAR PENA DE MORTE NUM DEBATE SOBRE PROPOSTAS POLÍTICAS MUNICIPAIS, EM IMPERATRIZ-MA PODE MOSTRAR MUITO MAIS DO QUE PARECE....


Minhas impressões sobre um dos pontos marcantes do Debate entre candidatos a Prefeito de Imperatriz - MA,  ocorrido ontem...
Um candidato (Ildon) que pergunta sobre "Pena de Morte" num debate municipal (para Assis):

1 - Ou tá sem noção, condição "mental", de entender o as atribuições do município, do estado e do governo Federal.
2 - Ou tentou fazer referência ao CASO IRON, que acompanhará o delegado por toda a sua vida após ele dizer que tinha solucionado e que em breve apresentaria os nomes dos culpados e dias depois faz de conta que nada havia acontecido.

Ao meu ver Ildon não apresenta boas condições, ele foi muito competente em "criar" um "personagem" lhe garante uma quantidade quase fica de votos em quase todas as eleições em que participa, mas indiscutivelmente fez Imperatriz PARAR NO TEMPO duranteos 10 anos em que estava a frente do executivo Municipal. A memória de uma parte da população e Imperatriz parece estar tão comprometida quanto a do referido candidato, pois ele fala em:

  • Escola de tempo integral, mas fechou uma unidade escolar de tempo integral que o governo Jonas deixou.
  • No seu discurso não apresentava números, só dizia diz vários isso é fiz vários aquilo, etc...
  • Fala que "fez" o HMI (Socorrão) quando na verdade demoliu um Hospital de propriedade do município e criou uma problema que só dificulta a Saúde do município, pois alugou um prédio particular onde até hoje o hospital funciona, onerando o município.
  • O tão alardeando PAC que cita parece ter virado uma lenda.
  • As casas populares que construiu, junto com a construtora do filho e um senador aliado, em seu governo pareciam ter sido feitas só com areia e apresentavam sérios problemas.


Assis é jovem, é um político promissor, mas que carrega consigo 2 estigmas que o impedem de crescer, o de ser o candidato da oligarquia, fato que tenta esconder, mas que seus vínculos partidários, entre outros, o impedem; e o caso da EXECUÇÃO DO PALHAÇO IRON, que foi morto com características de "PENA DE MORTE", conforme Ildon se referiu, o caso abalou a cidade e fez o nome de Assis de fortalecer quando ele disse que o crime havia sido solucionado e que em breve os nomes dos suspeitos seriam apresentados e depois fez o caso sair no esquecimento.


CITAR PENA É MORTE NUM DEBATE SOBRE PROPOSTAS POLÍTICAS MUNICIPAIS, EM IMPERATRIZ-MA PODE MOSTRAR MUITO MAIS DO QUE PARECE....


Minhas impressões sobre um dos pontos marcantes do Debate entre candidatos a Prefeito de Imperatriz - MA,  ocorrido ontem...
Um candidato (Ildon) que pergunta sobre "Pena de Morte" num debate municipal (para Assis):

1 - Ou tá sem noção, condição "mental", de entender o as atribuições do município, do estado e do governo Federal.
2 - Ou tentou fazer referência ao CASO IRON, que acompanhará o delegado por toda a sua vida após ele dizer que tinha solucionado e que em breve apresentaria os nomes dos culpados e dias depois faz de conta que nada havia acontecido.

Ao meu ver Ildon não apresenta boas condições, ele foi muito competente em "criar" um "personagem" lhe garante uma quantidade quase fica de votos em quase todas as eleições em que participa, mas indiscutivelmente fez Imperatriz PARAR NO TEMPO duranteos 10 anos em que estava a frente do executivo Municipal. A memória de uma parte da população e Imperatriz parece estar tão comprometida quanto a do referido candidato, pois ele fala em:

  • Escola de tempo integral, mas fechou uma unidade escolar de tempo integral que o governo Jonas deixou.
  • No seu discurso não apresentava números, só dizia diz vários isso é fiz vários aquilo, etc...
  • Fala que "fez" o HMI (Socorrão) quando na verdade demoliu um Hospital de propriedade do município e criou uma problema que só dificulta a Saúde do município, pois alugou um prédio particular onde até hoje o hospital funciona, onerando o município.
  • O tão alardeando PAC que cita parece ter virado uma lenda.
  • As casas populares que construiu, junto com a construtora do filho e um senador aliado, em seu governo pareciam ter sido feitas só com areia e apresentavam sérios problemas.


Assis é jovem, é um político promissor, mas que carrega consigo 2 estigmas que o impedem de crescer, o de ser o candidato da oligarquia, fato que tenta esconder, mas que seus vínculos partidários, entre outros, o impedem; e o caso da EXECUÇÃO DO PALHAÇO IRON, que foi morto com características de "PENA DE MORTE", conforme Ildon se referiu, o caso abalou a cidade e fez o nome de Assis de fortalecer quando ele disse que o crime havia sido solucionado e que em breve os nomes dos suspeitos seriam apresentados e depois fez o caso sair no esquecimento.


terça-feira, 20 de setembro de 2016

MICO ELEITORAL: ILDON MARQUES DESFAZ A MENTIRA DAS 100 MOTOS QUE NA VERDADE ERAM APENAS 10...

Troféu Mico Eleitoral 2016 vai para...
Ildon Marques quando prefeito, como não tinha muita coisa pra mostrar, fez inauguração até de semáforo, obviamente se ele nos 10 anos que passou a frente da prefeitura tivesse comprado 100 motos, provavelmente teria feito uma festa na Av. Beira-Rio com trio elétrico e comida e bebida de graça para a população, nunca que ele iria esperar 8 (oito) anos para anunciar tal feito e só agora cobrar o "desaparecimento" de 90 (noventa) motos.
Diante do vexame provocado pela falta de memória de Ildon Marques e a incompetência de sua assessoria, a coordenação de sua campanha lançou uma vergonhosa nota pedindo desculpas à população e ao Prefeito Sebastião Madeira.
Esse mico provavelmente vai para os registros da "História Política Imperatrizense".
Essa são algumas das 10 (DEZ) motos que ficaram
sem serventia por falta de assistência técnica e peças...


DEIR VIEIRA, A RENOVAÇÃO QUE A CÂMARA DE IMPERATRIZ PRECISA...

Há alguns poucos anos conheci o jovem Deir Vieira, liderança política da região da grande Cafeteira na periferia de Imperatriz, e logo me identifiquei com a sua forma de fazer política.
Um idealista, que faz belas campanhas políticas, baseadas em propostas, vai pra rua, debate, vive o cotidiano da sua comunidade e nunca vi ter uma postura incoerente com as suas convicções.
Vendo Deir e olhando para a atual composição da Câmara de Imperatriz, facilmente concluo que o legislativo municipal precisa de políticos como ele.
Nosso legislativo precisa urgentemente de renovação, se não uma renovação total, mas uma renovação parcial que provoque uma mudança consistente.
Imperatriz precisa se livrar dos "vereadores profissionais" que estão a quase 20 anos, ou mais, ocupando o cargo e cuja a única função é negociar seus votos e promover seu enriquecimento.
Políticos como Deir serão para a Câmara como a abertura de uma janela de um  quarto mofado fechado há anos, será a oxigenação, a boa renovação.
O idealismo ainda existe na política, e deve ser valorizado.

A MENTIRA DAS 100 MOTOS QUE ERAM 10...

A reta final da campanha à prefeitura de Imperatriz está produzindo absurdos.
Ontem o ex-prefeito Ildon Marques, que governou a cidade por 10 anos afirmou no horário eleitoral que deixou 100 (CEM) motos pagas para a implantação da guarda municipal.
Ildon Marques fazia cerimônia de inauguração até de semáforo na BR, imagina se ele ia comprar 100 motos e ficar calado e só falar disso agora...
Vamos aos fatos.

  1. Primeiramente não foram 100 motos, segundo o Prefeito Madeira, que afirma ter como provar, foram apenas 10 motos.
  2. Ildon Marques não implantou a guarda municipal, então para que ele compraria 100 motos para uso de uma instituição inexistente? 
  3. Lembro muito bem dessas motos, eram da marca SUNDOWN modelo STX de 200cc, diferente do que foi falado no áudio do prefeito, que equivocadamente falou que eram de 125cc.
  4. Uma compra altamente irresponsável, pois não havia assistência técnica nem peças de reposição em Imperatriz.
  5. A Sundown Motos parou suas atividades em 2011.
  6. Essas motos 10 motos foram distribuídas aos órgãos da prefeitura, Secretaria de Trânsito, Receita Municipal e Secretaria de Meio-Ambiente, o uso na rotina de trabalho dos órgãos aliado à falta de assistência técnica na cidade fez com que elas fossem ficando sem condições de iso.
Um candidato que fala um absurdo desses em uma época como a que vivemos em que tudo é visto, fotografado ou filmado, ou está sem noção da realidade ou está sendo muito mal assessorado, ou já fez da mentira um hábito corriqueiro...


A MENTIRA DAS 100 MOTOS QUE ERAM 10...

A reta final da campanha à prefeitura de Imperatriz está produzindo absurdos.
Ontem o ex-prefeito Ildon Marques, que governou a cidade por 10 anos afirmou no horário eleitoral que deixou 100 (CEM) motos pagas para a implantação da guarda municipal.
Ildon Marques fazia cerimônia de inauguração até de semáforo na BR, imagina se ele ia comprar 100 motos e ficar calado e só falar disso agora...
Vamos aos fatos.

  1. Primeiramente não foram 100 motos, segundo o Prefeito Madeira, que afirma ter como provar, foram apenas 10 motos.
  2. Ildon Marques não implantou a guarda municipal, então para que ele compraria 100 motos para uso de uma instituição inexistente? 
  3. Lembro muito bem dessas motos, eram da marca SUNDOWN modelo STX de 200cc, diferente do que foi falado no áudio do prefeito, que equivocadamente falou que eram de 125cc.
  4. Uma compra altamente irresponsável, pois não havia assistência técnica nem peças de reposição em Imperatriz.
  5. A Sundown Motos parou suas atividades em 2011.
  6. Essas motos 10 motos foram distribuídas aos órgãos da prefeitura, Secretaria de Trânsito, Receita Municipal e Secretaria de Meio-Ambiente, o uso na rotina de trabalho dos órgãos aliado à falta de assistência técnica na cidade fez com que elas fossem ficando sem condições de iso.
Um candidato que fala um absurdo desses em uma época como a que vivemos em que tudo é visto, fotografado ou filmado, ou está sem noção da realidade ou está sendo muito mal assessorado, ou já fez da mentira um hábito corriqueiro...


quarta-feira, 14 de setembro de 2016

PATRIMÔNIO x RENDA, LEIA ANTES DE VOTAR...

Hoje li uma entrevista do candidato à Prefeitura do Rio de Janeiro, Marcelo Freixo-PSOL (veja a entrevista AQUI) em que ao ser indagado pelo entrevistador pelo fato de ter um patrimônio tão pequeno ele responde de forma brilhante argumentando que as pessoas deveriam estranhar o fato de pessoas que ganham o mesmo que ele terem estilos de vida e patrimônios incompatíveis com a sua renda.
Considerando o fato de Imperatriz-MA ser uma cidade onde não é incomum as pessoas terem patrimônio e estilos de vida incompatíveis suas rendas, sejam elas políticos ou "microempresários", inspirei-me a escrever a respeito, mas com foco voltado às eleições para o parlamento municipal.
Consultando o site da Câmara Municipal de Imperatriz (clique AQUI para verificar) facilmente constatamos que o salário bruto de um vereador é de R$ 10.021,17 (estamos considerando apenas salário). Considerando que esse valor, conforme citado anteriormente, é bruto e que após os descontos deve ficar em torno de aproximadamente de R$ 7.000,00, o que segundo os dados levantados pela PNAD - Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio - 2016, coloca os vereadores de Imperatriz na CLASSE B.
Pesquisa PNAD - LINK
Obviamente este salário, comparado à realidade brasileira, é muito bom, mas não tem como fazer com que ninguém fique "rico" e construa um patrimônio milionário a partir dele, em uma linguagem simples e popular, este salário dá pra propiciar um vida razoável à família do vereador, mas não a tornará uma família de hábitos de consumo compatíveis à faixa mais rica da população.
Mas também temos que considerar as atividades profissionais e renda(s) do vereador antes da sua vida pública. Vereador que já entra na vida pública com pública com um bom patrimônio, não tem porque se escondê-lo, caso o mesmo tenha sido construído de forma honesta.
Porém, se o vereador começou o seu mandato com um patrimônio pequeno ou inexistente e no decorrer, ou no final, de uma legislatura de apenas 4 anos passa a exibir patrimônio (imóveis e veículos) e estilo de vida incompatível com sua renda, desconfie, e de preferência, não vote nele.

terça-feira, 13 de setembro de 2016

POR QUE ASSIS RAMOS NEGA A HISTÓRIA DO PMDB NO MARANHÃO???

Fidelidade, credibilidade, gratidão e coragem são coisas sérias, mas que parecem, cada vez mais estar ausentes dos vocabulários de muitos políticos.
Penso que o eleitor deveria observar se o seu candidato tem apego a essas virtudes.
Nada tenho contra o candidato a prefeito de Imperatriz  e delegado Assis Ramos, mas ontem seus correligionários me surpreenderam com sua indignação diante de fotos em que ele aparecia ao lado de Roseana Sarney, coisa que sinceramente não entendo.
Assis Ramos é do PMDB, mesmo partido da família Sarney, da família Lobão, de João Alberto.
É inimaginável que alguém no Maranhão, que seja filiado ao PMDB, não tenha vínculo com esses políticos. Quem se candidata pelo PMDB, tem que assumir estar com Roseana, João Alberto, Lobão e "Lobinho", pois não tem como não estar, e chamá-los pra campanha..., seria muito digno e elogiável da parte da coordenação de campanha.
Ficar com raiva quando associam o nome de Assis Ramos a qualquer um dos nomes citados, seria como se um candidato do PT não quisesse que seu nome fosse ligado a Lula e Dilma Roussef, ou seja, impossível.
Mas esse tipo de postura, que creio que deva ser repudiada pelo eleitor, não é incomum, a própria Roseana Sarney em campanha omitia o sobrenome.
Ildon Marques também já fez campanhas omitindo o apoio da família mais poderosa da política maranhense.
Creio que é mais bonito assumir e tentar mostra qualidade (se existirem) do que fugir da realidade.
Admiro pessoas que são fiéis às suas convicções, independente de concordar com elas ou não, mas fazer isso quando o momento não é favorável, tem que ter muita coragem.

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

MATARAM A LEI DA FICHA-LIMPA, E O PIOR DE TUDO, TEM "GENTE" COMEMORANDO, MAS SÓ VOTA EM FICHA SUJA QUEM QUER, OU POR FALTA DE CONHECIMENTO OU POR CONCORDAR COM O QUE O T.C.U. CONSIDERA IRREGULAR...

Sim, a mataram...
Mataram uma das melhores leis já criadas com o intuito de tentar melhorar a política brasileira...
E o pior, está todo mundo calado...
E pior ainda, há quem esteja comemorando a morte da Lei da Ficha-Limpa..., e muitos dos que estão comemorando a sua morte, foram ferrenhos críticos da corrupção... pura hipocrisia...
O deferimento da candidatura de do ex-interventor e ex-prefeito de Imperatriz-MA por duas vezes Ildon Marques, que totalizou 10 (dez) anos à frente da Prefeitura de Imperatriz sem grandes feitos ou benefícios para cidade.
Mesmo tendo as contas do seu último mandato à frente do executivo rejeitadas pelo TCU - Tribunal de Contas da União, há muito tempo, Ildon era protagonista de uma "novela" que se arrastava há anos e se mantinha disputando eleições por meio de liminares e outras manobras judiciais.
Mas se o TSE - Tribunal Superior Eleitoral precisa do parecer do TCU para julgar a elegibilidade de um pretenso candidato, e o mesmo emite parecer reprovativo, por que o TSE não definiu sua sentença com base no que foi indicado pelo tribunal competente?
Mas o cidadão pode ter a sua própria Lei da Ficha-Limpa, cada um é livre pra votar em quem quiser, e só vota em ficha suja quem quer, ou por falta de conhecimento ou por conivência com as irregularidades apontadas pelo TCU...


PENSO, LOGO EXISTO (René Descartes)...

PENSO, LOGO EXISTO (René Descartes)...

Seguem esse blog: